Ricardo Fasanello - PandoraPix


http://ricardofasanello.com/

"A busca de uma linguagem própria sempre foi um fator determinante para o meu trabalho. Mesmo quando eu trabalhava em Editorial e Publicidade, a minha intenção era que essa assinatura torna-se evidente no trabalho, bem como na trajetória do processo em que o trabalho é criado.

Minha fotografia é romântica, simples, lírica e direta. Encontra-se vestígios de sofisticação, que são derivados da precisão técnica com o qual o trabalho é produzido, mas é, em essência, pura. A identidade de uma linguagem orgânica e sensível é, sem dúvida, a força de um trabalho, que é confrontado em todos os momentos entre a técnica e a mensagem.

O poder das imagens reside na sua substância, na retórica da beleza e da força da contradição, uma marca expressiva do meu trabalho ".

Ricardo Fasanello nasceu em 1966 no Rio de Janeiro.
Vive no Rio e trabalho pelo mundo todo.

Filho do renomado designer de móveis Ricardo Fasanello Jr., descobriu a sua paixão pela fotografia aos treze anos enquanto contemplava as fotos de sua mãe, um amante desta arte que registrava as peças desenhadas por seu pai em seu estúdio no boêmio bairro de Santa Teresa, no Rio.

Aos vinte anos de idade, Ricardo decide embarcar em uma viagem de quatro meses de bicicleta, entre Rio de Janeiro e San Francisco na Califórnia, em vez de ir para a universidade, uma decisão que ele considera ter-lhe dado o equivalente a um Bacharelado e Mestrado em termos das experiências e conhecimento que ele foi capaz de adquirir ao longo da aventura.

Em 1988 Fasanello começou sua carreira como fotógrafo no Jornal do Brasil, onde trabalhou por quase quatro anos, até que em 1992 muda-se para Nova York. Lá, trabalhou como assistente de profissionais como Christopher Von Hoenberg, Claudio Edinger entre outros até mais tarde a tornar-se fotógrafo associado do Henry Bull Studio NY. De volta ao Brasil em 94, cria com outros profissionais a Strana Agência Fotográfica, que atende com exclusividade a editora Abril no Rio e ao mesmo tempo produz material para as mais importantes publicações nacionais e internacionais como: der Spiegel, Biography Magazine, Paris Match, Elle, Marie Claire, Veja, Época, Vizoo entre outras. Durante este período Ricardo trabalha como correspondente da extinta agência francesa Gamma.

Sempre um cigano de coração, Fasanello decide embarcar em mais uma viagem no final dos anos 90 e muda-se para Cuba durante quatro meses, tendo assim a oportunidade de repensar completamente sua abordagem, bem como a sua própria percepção do meio em que ele havia desenvolvido seu trabalho. Desde então, tem criado vários projetos pelo mundo à fora, em que a busca por um sentimento de contradição dentro da imagem está sempre presente.